Até hoje o Facebook tratava os posts de usuários e os de páginas como se fossem a mesma coisa. Na semana passada, foi anunciada uma mudança que vai “chacoalhar” seu feed de notícias.

“Estamos aprendendo que as publicações de páginas se comportam de maneira diferente em relação às publicações de amigos e estamos trabalhando para melhorar nossos algoritmos de classificação para a diferenciação entre os dois tipos. Isso nos ajudará a mostrar às pessoas mais conteúdo que elas querem ver”, declarou a empresa.

A partir de agora, ficarão mais visíveis as atualizações de status em texto feito por usurários e menos visíveis as atualizações de status em texto feitas por páginas. Traduzindo, tudo aquilo que for escrito por você e seus amigos, sem recurso de fotos, vídeos, links, terá prioridade. Com as páginas, vai acontecer o contrário: o que tiver apenas texto perderá terreno para aquilo que tiver conteúdo “compartilhável”, como fotos, vídeos, links.

Facebook

Esse novo sistema foi implantado porque as atualizações de status (essas que você faz contando o quanto detesta o calor, por exemplo) sempre geram mais engajamento, já que são mais pessoais e tendem a ser mais interessantes para os amigos, como explica o anúncio do Facebook. A conclusão a que chegaram também diz que os usuários escrevem mais quando se deparam com esse tipo de mensagem, ou seja, é algo motivador.

Ao mesmo tempo, a rede social descobriu que o número de atualizações em texto de páginas não gera o mesmo resultado e, por isso, decidiu mostrá-las menos. A notícia parece ruim para quem administra as fanpages, mas o engajamento pode ser garantido por um conteúdo que privilegie um visual mais atraente, que tenha fotos e vídeos – e não apenas a dupla texto + link.

Essa é a estrutura de trabalho que a Webop adota em todos os trabalhos com social media. Nosso compromisso é sempre fazer aquilo que garante maior visualização das marcas e facilita a interação do usuário com o conteúdo postado.